Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Aeroporto Internacional de Gibraltar

Mäyjo, 27.04.17

36c68774-a7ba-4240-970b-e94dc5e48010.jpg

Gibraltar

36 ° 09'04 "N 005 ° 20'59" W

 

A visão geral captura o aeroporto internacional de Gibraltar, servindo o território ultramarino britânico e as áreas vizinhas do sul da Espanha.

Winston Churchill Avenue - a estrada para a fronteira com a Espanha - intersecta a pista do aeroporto e tem de ser fechada de cada vez que um avião aterra ou sai. 

Aeroporto Internacional de Incheon

Mäyjo, 06.04.17

40cc24fa-c64d-48d0-ad6a-1b72dec56378.jpg

Incheon, Coréia do Sul

37 ° 27'48 "N 126 ° 26'24" E

 

Incheon International Airport está localizado a trinta milhas a oeste de Seul, Coréia do Sul.

O aeroporto é um do mais movimentado no mundo (23º pelo tráfego anual do passageiro com mais de 47 milhões) e igualmente um do mais eficiente.

As autoridades aeroportuárias alegam que em média a partida e chegada em Incheon demora apenas 19 minutos e 12 minutos, respectivamente. Estes tempos são significativamente mais baixos do que a média internacional de 60 minutos para partidas e 45 minutos para chegadas.

Construção do terminal 5 no Aeroporto de Heathrow

Mäyjo, 26.03.17

Construction of Terminal 5 at Heathrow Airport

822f832b-5ba7-4521-a729-44dacda7eee5.jpg

London, England,  UK

51.47278°N 0.48756°W

 

A construção do Terminal 5 no Aeroporto de Heathrow, que a imagem mostra, levou 19 anos desde a concepção até a conclusão e custou 4 bilhões de libras (US $ 6 bilhões).

Oficialmente inaugurado em 2008, o edifício principal do complexo é a maior estrutura autónoma do Reino Unido e contém o maior sistema de manuseio de bagagem do mundo, com 8 km de pista de alta velocidade e 18 km de de correias transportadoras regulares.

 

MENUS SUSTENTÁVEIS LEVANTAM VOO

Mäyjo, 11.02.17

refeicao-voos

Até há pouco tempo, o que se comia nos aviões não despertava o entusiasmo de boa parte dos passageiros. Mas algo está a mudar. No catering das companhias aéreas já entrou o conceito de “alimentação saudável e sustentável”.

 

Esta evolução não será suficiente para compensar a pegada ambiental dos meios de transporte aéreos, mas está a impor-se como um sinal dos tempos. Por todo o mundo encontram-se companhias a oferecer aos seus clientes menus sustentáveis, ou compostos por ingredientes “saudáveis”.

A KLM é uma das companhias que se tem destacado nesta área, ao oferecer aos seus passageiros que viajam em turística menus em caixas de cartão recicláveis e com indicações sobre os alimentos que contêm. A Air France é outro exemplo: serve alimentos provenientes da agricultura biológica e com origem certificada.

Também existem companhias asiáticas a aderir ao conceito de sustentabilidade alimentar. A Korean Air, por exemplo, abastece-se na sua própria quinta, situada nas encostas do monte Hallasan, na ilha de Jeju, onde são criadas galinhas e vacas em liberdade. Por seu turno a Thai Airways e a Air China mostram nos menus o impacto das emissões de CO2 de cada prato servido. Exemplos não faltam, a provar que os menus sustentáveis são a nova rota das companhias aéreas internacionais.

Foto: via Creative Commons